Lembranças

Projeto Facis – Famílias Acolhidas pela Igreja Solidária

Entidade que ajuda pessoas em vulnerabilidade social

Com incentivo do Mesa Brasil, Projeto Facis prepara diversos pratos a partir do uso integral de alimentos

O alto índice de vulnerabilidade social no entorno dos bairros Jardim Guanabara, Quintino Cunha e Olavo Oliveira, em Fortaleza, foi a principal motivação para a criação do Projeto Facis – Famílias Acolhidas pela Igreja Solidária, que, desde 2014, trabalha com o objetivo de acolher, acompanhar e realizar outras ações sociais com centenas de famílias da cidade. E para seguir ainda mais atuantes nesta missão de ajudar aqueles que mais precisam, a entidade conta, desde o ano passado, com um parceiro de peso: o Mesa Brasil! 

 

Inicialmente, o programa de segurança alimentar e nutricional do Sesc passou a doar 100 quentinhas por semana. Com o passar dos meses, no entanto, o Projeto Facis passou a receber também legumes, iogurte e carcaças de frango de peixe, que viram vatapá, caldo, sopa e creme, dentre outros pratos. Até agosto de 2021, ou seja, um pouco mais de um ano do início da parceria, o programa do Sesc já doou mais de 2 toneladas de alimentos de qualidade, que atendem mais de 400 pessoas.  

 

Tudo isso só é possível porque, com incentivo do Mesa Brasil, a entidade construiu sua própria cozinha. E a parceria vai além das doações, como destaca a coordenadora do Projeto, Neném Farias. Isso porque ela e outros voluntários participam de oficinas de gastronomia promovidas pelo Sesc, momento em que as nutricionistas ensinam como aproveitar os alimentos de forma integral, dentre outras atividades com foco em sustentabilidade e criatividade.   

 

“Na nossa cozinha, por exemplo, produzimos o sanduiche da carne da casca de banana, que aprendemos a fazer nesses encontros do Mesa Brasil. Fica uma delícia! A equipe do Sesc também já ministrou oficinas com as famílias atendidas pelo projeto, como a de bolsas com caixa de leite, de objetos de decoração com garrafas pet e de artesanatos em geral. E o mais legal é que elas já estão comercializando e ganhando um dinheiro extra”, pontua. 

 

E é justamente por isso que Neném Farias faz questão de ressaltar a importância das doações de empresas e até pessoas físicas, principalmente neste momento em tempos de pandemia, para o Mesa Brasil. Assim, tanto o Projeto Facis quanto as demais instituições sociais cadastradas podem seguir adiante nesse trabalho de colocar comina na mesa de quem mais precisa. “Quanto mais doadores, mais pessoas o Mesa Brasil vai poder ajudar. Com a ajuda de todos, é possível matar a fome de uma pessoa e até de uma família inteira. Vamos juntos nessa grande corrente do bem”, finaliza.    

 

Se você também quer fazer parte dessa grande festa da solidariedade, é simples! Basta entrar em contato com o Mesa Brasil através dos canais do programa: 

CNPJ 03.612.122/0014-41 (PIX) 

(85) 996629143 

mesabrasil@sesc-ce.com.br 

Lucas Ximenes

Vice-presidente da Granja São José

Em prol da solidariedade, Granja São José apoia o programa Mesa Brasil Sesc

A insegurança alimentar é um problema cada vez mais grave no Brasil. De acordo com um estudo conduzido pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede Penssan), 19 milhões de pessoas estavam em situação de fome no país em 2020. O número é aproximadamente 85% maior que em 2018.

E uma das empresas que abraçou o Mesa Brasil é a Granja São José, que tem sede na cidade de Horizonte e atua cinco estados do Nordeste. Semanalmente, a granja envia ovos para o programa, que trabalha para que essas doações cheguem a quem mais precisa. Ao longo de mais de 10 anos, foram mais de 41 toneladas de doações. “Como uma empresa de alimentos, nós achamos que temos essa responsabilidade quando o assunto é fome”, declara Lucas Ximenes, vice-presidente da Granja São José.

Ele faz questão de destacar que a parceria com o Mesa Brasil se tornou ainda mais forte nos últimos dois anos, em razão da pandemia. Lucas Ximenes entende que a classe empresarial não pode ficar indiferente à fome no nosso Estado. Nesse sentido, a Granja São José reforça o papel do programa como um verdadeiro facilitador para que mais empresários também possam fazer a sua parte.

“O trabalho desenvolvido Mesa Brasil ao longo desses 20 anos é de extrema importância. Trata-se de uma grande corrente de solidariedade, que envolve empresas, instituições sociais, pessoas físicas e, claro, dos próprios colaboradores do programa. Todos nós da Granja São José somos orgulhosos de fazer parte dessa história e estar presente nessa grande festa da solidariedade”, destaca o vice-presidente.

Se você também quer fazer parte dessa grande festa da solidariedade, basta entrar em contato com o Mesa Brasil através dos canais do programa:

PIX: CNPJ 03.612.122/0014-41
Contatos: (85) 996629143 | mesabrasil@sesc-ce.com.br.

Caio Napoleão

Fundador do Cantinho do Frango

Cantinho do Frango e Mesa Brasil: parceria ajuda a colocar comida na mesa daqueles que mais precisam

Um dos locais mais tradicionais de Fortaleza, que alia boa comida e música de qualidade, o Cantinho do Frango também se destaca pelo aspecto social e de sustentabilidade. Trata-se de um compromisso firmado pelo fundador Caio Napoleão de fazer a sua parte, enquanto empresário do setor de alimentação, para a preservação do meio ambiente e o desenvolvimento econômico sustentável, além de contribuir para o combate à fome e ao desperdício. E uma das iniciativas do restaurante é a parceria que o restaurante fez, há quatro anos, com o Mesa Brasil.

Nesse sentido, o Cantinho do Frango destina ao programa de segurança alimentar e nutricional do Sesc os alimentos excedentes e fora dos padrões de comercialização, mas que estão próprios para o consumo. Se as doações que já aconteciam com frequência desde 2017, em tempos de pandemia, não poderia ser diferente. Somente em 2021, as duas unidades do restaurante doaram quase sete mil quilos de alimentos.

“Nossa parceria com o Mesa Brasil é muito importante, pois contribui com que a comida chegue a pessoas que não estão tendo condições, principalmente nesses últimos dois anos. E é muito importante que isso seja reverberado, para que mais empresas e pessoas também possam ajudar ainda mais pessoas”, destaca Caio Napoleão.

O Cantinho do Frango começou em 1994, quando passou a ocupar a entrada da casa da família de Caio Napoleão. Para aqueles que vão ao restaurante pela primeira vez, já chama atenção um espaço com mais de 3.000 vinis, que ficam à disposição dos clientes colocarem para tocar na vitrola. E, como não poderia deixar de ser, o local também se destaca pela qualidade dos pratos servidos, que exploram toda a diversidade da culinária nordestina.

O reconhecimento por parte dos clientes vem não só da gastronomia e do ambiente em si, mas também pelas práticas sustentáveis, a exemplo da própria parceria com o Mesa Brasil. E é justamente isso que Caio Napoleão espera: que mais empresas e pessoas possam também fazer parte dessa grande rede de solidariedade que é o Mesa Brasil.

“A família Cantinho do Frango se sente muito feliz em contribuir com o programa. Quanto mais pessoas conhecerem o Mesa Brasil, melhor, pois conseguiremos, juntos, botar comida na mesa de quem precisa. E podemos, a partir dessa parceria, inspirar e sensibilizar mais gente. É com esse sentimento de gratidão que parabenizamos essa iniciativa tão importante”, finaliza o empresário.

Mercadinhos São Luiz

Supermercado cearense

Mercadinhos São Luiz e Mesa Brasil: parceria de sucesso no combate à fome e ao desperdício

De um pequeno armazém “de secos e molhados”, onde se comercializava de tudo um pouco, a um dos maiores supermercados do Brasil. A trajetória dos Mercadinhos São Luiz é repleta de desafios e vitórias, mas sempre com um olhar atento e generoso para aqueles que mais precisam. Não por acaso, a história do Mesa Brasil se confunde com a própria filosofia de trabalho e atuação da rede, que faz parte da vida dos cearenses há quase 50 anos.

A parceria dos Mercadinhos São Luiz com o Mesa Brasil iniciou em 2004, justamente porque a empresa, atualmente dirigida por Severino Ramalho Neto, tenta trabalhar ao máximo para evitar o desperdício de alimentos, além de contribuir para o combate à fome no nosso Estado. “Nossa colaboração com o Mesa Brasil fortalece o principal valor que os Mercadinhos São Luiz têm: gente. Temos plena certeza de que, para uma empresa estar bem, tudo começa com o bem que fazemos para as pessoas”, explica Ana Luiza Ramalho, gerente de Marketing do São Luiz.

Essa visão não deixa de ser pioneira e até uma forma de incentivo para que outros negócios também pudessem fazer parte desta grande rede de solidariedade. Isso porque os Mercadinhos São Luiz foi o primeiro supermercado a fazer doações ao Mesa Brasil. Só para se ter uma ideia, do ano passado para cá, a empresa já doou mais de 32 mil quilos de alimentos, entre frutas, verduras e legumes.

Ana Luiza Ramalho acredita que a facilidade do acesso à informação pode facilitar que mais empresas possam atuar de forma efetiva no combate à fome em nosso País, a exemplo da própria parceria dos Mercadinhos com o programa de segurança alimentar e nutricional do Sesc. “A atuação do Mesa Brasil nos dá tranquilidade de saber que estamos contribuindo com um trabalho sério e responsável, que muda a realidade de muita gente. A fome no Brasil ainda é uma realidade. Precisamos lembrar disso a cada compra, para que nossos hábitos sejam conscientes”, destaca a gerente de Marketing.

E a expectativa, como não poderia deixar de ser, é que a parceria entre os Mercadinhos São Luiz e o Mesa Brasil siga mais forte do que nunca, principalmente em 2021, quando celebramos os 20 anos do Mesa Brasil no Ceará. “O trabalho do programa é muito importante e necessário, principalmente nesse momento de pandemia. Ficamos felizes de fazer parte dessa história e colaborar com esse propósito de ajudar milhares de famílias no combate à fome”, finaliza Ana Luiza Ramalho.

Se você também quer fazer parte dessa grande festa da solidariedade, assim como os Mercadinhos São Luiz, é simples! Basta entrar em contato com o Mesa Brasil através dos canais do programa:

CNPJ 03.612.122/0014-41 (PIX)
(85) 996629143
mesabrasil@sesc-ce.com.br

Movimento de Saúde Mental do Bom Jardim

ONG Cearense

Nutrição para o corpo e a alma: Doações do Mesa Brasil alimentam sonhos e esperanças aos moradores do Bom Jardim

O Movimento de Saúde Mental surgiu em 1996 como serviço de acolhida, escuta e atendimento às famílias de uma das comunidades mais vulneráveis do Bom Jardim, sendo constituído como ONG dois anos depois. Como primeiro passo, o MSMC preparou voluntários da comunidade para o atendimento de questões psicossociais surgidas na própria comunidade, em parceria com a Universidade Federal do Ceará (UFC) e com a participação dos professores de psiquiatria que desenvolveram, por exemplo, grupos de terapia comunitária e ações de prevenção às drogas com crianças e adolescentes.

Desde a sua criação, o MSM promove a elevação da autoestima de seus usuários, concomitante com a formação de terapeutas comunitários, com a criação de grupos de Terapia Comunitária e de Terapia da Autoestima. Logo em seguida, surgiram ações de promoção à saúde através de grupos de Teatro, Biodança, musicalização, profissionalização, além de ações de prevenção às drogas.

A Abordagem Sistêmica Comunitária é o maior fruto da experiência de trabalho de acolhimento, escuta e cuidado daqueles que moram na periferia de Fortaleza. As transformações são perceptíveis ao longo de todos esses anos. Se antes as pessoas não tinham autoestima para viver, sentiam-se incapazes, hoje, duas décadas depois, acreditam e, principalmente, desenvolvem suas potencialidades de forma plena.

 

E é nesse sentido que, para o Movimento, que atualmente atende aproximadamente duas mil pessoas por mês, oferecer uma alimentação saudável e de qualidade é fundamental não apenas para a saúde e bem-estar dos participantes, mas, acima de tudo, para a dignidade e o empoderamento dos moradores do bairro. Não por acaso, o Mesa Brasil é um dos grandes parceiros da instituição.

 

As doações do Mesa Brasil vão para a Escola de Gastronomia Autossustentável, ação idealizada pela ONG em parceria com o curso de Gastronomia da UFC, que faz a produção e distribuição de cerca de 300 quentinhas, que são entregues diariamente nas comunidades da região. Os alimentos também são destinados ao “Sim à Vida”, projeto de prevenção às drogas com cerca de 60 crianças de sete a 14 anos. Outro detalhe que chama atenção é que, na instituição, tudo é aproveitado de forma integral. O que fica de resíduo vai para a composteira e para a horta comunitária.

 

“O Mesa Brasil é um dos nossos grandes parceiros, que estão conosco nesse propósito de levar dignidade e cidadania para os moradores do Bom Jardim. Comida é alimento para o corpo e também para a alma. A partilha do pão gera comunhão! E é a partir dessa parceria que conseguimos alimentar e dar esperança para tanta gente. Vida longa ao Mesa Brasil no Ceará”, afirma Padre Rino Bonvini, fundador do MSM.

O Mesa Brasil é um programa lindo, forte, que ajuda tantos cearenses no combate à fome e ao desperdício. Nós só temos que agradecer e, claro, comemorar esses 20 anos. Que mais empresas e outras pessoas também venham para o Mesa Brasil e possam ajudar nessa grande empreitada

Luiza Emília Diretora do instituto Hélio Góes

John Clécio

Empreendedor, dono da hamburgueria Rothenburg

Através do Mesa Brasil, empresário doa 200 hambúrgueres para profissionais da saúde

Além de fazer sucesso com o público, as lives realizadas ao longo da pandemia, muitas vezes, estimularam a solidariedade de milhares de brasileiros. Não por acaso, o Mesa Brasil Sesc esteve – e ainda está – presente em diversas apresentações culturais realizadas de forma online, como forma de estimular as pessoas a doarem e, com isso, fazer a festa de milhares de pessoas.

Durante a live com o cantor Wesley Safadão e o grupo Raça Negra, realizada no dia 17 de maio, por exemplo, empresários de diversos segmentos se sensibilizaram com a causa e decidiram entrar nesta grande corrente do bem.  Foi o caso da Rothenburg, que, em parceria com a Speciale Pães, fez uma doação de 200 sanduiches ao Mesa Brasil, que foram entregues aos médicos e demais profissionais da saúde do Hospital Leonardo da Vinci, em Fortaleza.

A Rothenburg surgiu em 2017, quando John Clécio de Lima Abreu deu um importante passo: após trabalhar como auxiliar de cozinha e cursar a faculdade de Gastronomia, reuniu o capital de 60 mil reais com a ajuda de seus familiares e os do seu sócio para abrir a hamburgueria. A primeira lanchonete, no bairro Meireles, aproveitou a época de grande procura por hambúrgueres artesanais na cidade. Em seguida, veio a ampliação com uma filial no Cambeba, gerando ainda mais empregos para garçons, cozinheiros e atendentes.

Apesar dos desafios enfrentados durante a pandemia, principalmente no setor de alimentação e restaurantes, a hamburgueria fez questão de contribuir com o Mesa Brasil. A motivação foi justamente de oferecer lanches saborosos e de qualidade para os verdadeiros heróis que estão na linha de frente no combate à Covid-19, que lutam diariamente para levar saúde, conforto e cura para a população cearense.

“Todos nós podemos fazer a diferença na vida das pessoas. Em momentos tão desafiadores, é importante fortalecer essa rede de solidariedade, que é justamente o que o Mesa Brasil faz há 20 anos. Só desejamos vida longa a esse incrível projeto e que mais pessoas e empresas também façam parte dessa grande corrente do bem”, pontua John Clécio.

A Rothenburg faz parte da história do Mesa Brasil ao levar alegria e sorriso através da solidariedade. Se você também quer fazer parte dessa grande festa da solidariedade, é só entrar em contato através dos canais do programa:

 

CNPJ 03.612.122/0014-41 (PIX)

(85) 996629143

Luiza Emília

Diretora do instituto Hélio Góes

Instituição de cegos e Mesa Brasil: alimentando sonhos e sorrisos

O Instituto Hélio Góes, que integra a Sociedade de Assistência aos Cegos (SAC), desenvolve há 78 anos um trabalho voltado para a educação e a integração social de crianças, adolescentes e adultos com deficiência visual. Desde a sua fundação, proporciona aos jovens em situação de vulnerabilidade social uma educação de qualidade nas diversas modalidades de atendimento da deficiência visual, com o objetivo de também integrá-los à sociedade.

Com aproximadamente 200 alunos em 2021, a escola tem turmas de Educação Infantil e Ensino Fundamental I e II. Eles também têm a oportunidade de fazer aulas de música, teatro e de hidroterapia, além de participar de atividades lúdicas e educativas com foco em saúde, meio ambiente, cidadania, diversidade cultural, dentre outros temas. O Instituto também promove diversas outras ações, como Yoga, incentivo à leitura com atendimentos na biblioteca, psicomotricidade, terapia ocupacional, fonoaudiologia e psicologia.

No período de pandemia, o Instituto Hélio Góes teve que se reinventar, adaptando-se ao modelo de ensino remoto, a partir de recursos como áudio e chamada de vídeo. Além disso, foram distribuídos kits com materiais pedagógicos adaptados para todos os alunos. No entanto, mesmo com todo o trabalho desenvolvido neste período, houve uma diminuição no volume de doações. Mas parar nunca foi uma opção!

Ciente de que, neste momento de pandemia, é preciso seguir ainda mais atuante em prol daqueles que mais precisam, o Mesa Brasil segue com a parceria com Instituto. Para Luiza Emília, diretora da escola, o programa não doa apenas alimentos, mas, acima de tudo, sorriso, esperança e otimismo. E é com esse sentimento de gratidão que todos fazem questão de celebrar o aniversário do programa de segurança alimentar e nutricional do Sesc.

“O Mesa Brasil é um programa lindo, forte, que ajuda tantos cearenses no combate à fome e ao desperdício. Nós só temos que agradecer e, claro, comemorar esses 20 anos. Que mais empresas e outras pessoas também venham para o Mesa Brasil e possam ajudar nessa grande empreitada”, finaliza.